0
0 In Consumo consciente/ Moda <3

Porque a BEFW foi diferente das outras semanas de moda

Já cansei de dizer para vocês o quanto a BRASIL ECO FASHION WEEK foi incrível, mas faltou eu citar as razões, por isso cá estou. A BEFW aconteceu no final de novembro, aqui em São Paulo e foi a primeira semana de moda sustentável do Brasil. Hoje não vou escrever sobre as marcas incríveis que estavam por lá, porque isso vai virar vídeo, nesse texto quero que você saiba como essa semana foi marcante para a nossa história.
Para quem não esteve lá deve ser difícil de entender o quão esse evento foi transformador e único, principalmente se tratando de um evento de moda. Como foi a primeira edição, muitas coisas precisam ser ajustadas, mas separei alguns tópicos que precisam ser exaltados.

Acessibilidade

Eventos de moda não costumam ser acessíveis, geralmente são somente para convidados, mas na BEFW o negócio foi diferente. Você só precisava se inscrever pelo site e tinha ACESSO a todos os ambientes do evento, eu disse TODOS, inclusive os desfiles, para esses era preciso retirar uma senha distribuída duas horas antes.
Além disso, todas as marcas participantes do evento estavam em um showroom, que parecia uma dessas feiras alternativas hype. Imagine marcas sustentáveis do país inteiro em um lugar só, você tinha ACESSO para conhecer todas elas. E tinha de tudo ali: fornecedor de matéria-prima, fornecedor de mão-de-obra, marca feminina, marca masculina, marca infantil, itens de decoração, maquiagem, acessórios mil e etc.
Outra questão é: na maioria dos stands das marcas quem estava lá era o dono, o idealizador do projeto, o cara/a mina que mete a mão na massa e faz a coisa acontecer. E o mais bacana de tudo: o público tinha ACESSO a tudo isso. Você podia tocar nos produtos, conhecer a história da marca e ainda bater um papo super rico com o designer/estilista/dono disso tudo.
Ainda não acabou, porque o ciclo de palestras e debates estava mais do que incrível! O ACESSO a informação e conhecimento que se teve nesse evento foi de outro mundo. Cada pessoa fera do mundo da moda que deu seu depoimento, que ajudou a todos nós a entender a atual situação, que debateu sobre vários assuntos pertinentes que não são abordados em qualquer lugar. Esse tipo de acessibilidade não tem preço, mesmo.

Uma causa maior

Claro que todos estavam lá para expor os seus trabalhos, seus projetos e suas marcas. Mas ninguém estava fazendo só isso. Existia uma causa maior por trás de todo aquele evento e todo mundo sabia o quão aquilo era importante.
O objetivo era difundir a moda sustentável, levar informação de como estava esse mercado, o que era esse novo jeito de consumir e o quão ele poderia evoluir.
Ninguém estava preocupado só com o próprio umbigo.

A força do coletivo

Justamente por ser uma semana de moda com uma causa maior, cada um sabia da sua importância e da importância do outro naquele evento. Quanto mais marcas, pessoas, projetos engajados com a sustentabilidade, mais a mensagem irá se espalhar e existirão mais consumidores interessados por esse mercado.
A frase “Juntos somos mais fortes.” era real na BEFW. As pessoas queriam se ajudar, queriam entender da história uma da outra para saber como elas poderiam dar uma mãozinha.
Nada de esconder o segredo a sete chaves, era troca de contato de fornecedor, conversa sobre qual frente de venda era melhor, como o público tinha reagido a tal produto, como era feita tal matéria-prima, como as parcerias poderiam ser feitas, enfim… ninguém queria puxar o tapete do outro, deu pra entender?

O olho no olho

Semanas de moda não costumam ser acolhedoras, mas essa era. As pessoas olhavam no olho pra falar com a outra, se empolgavam com os projetos juntas, com as possíveis parcerias, trocavam contato para realmente manter contato, era de verdade.
Claro que nem todo mundo era assim, mas a grande maioria sim.

Enfim, esse foi um evento que eu queria todo mês, só para sair empolgada, tendo mil ideias, conhecer várias pessoas incríveis que fazem a diferença no nosso caminho.

Preciso agradecer quem organizou e participou de tudo isso. Ano que vem tem mais!

Veja outros posts!

No Comments

Leave a Reply